DEMAGOGOS ELEITOS

NOSSA CIDADE ESTÁ MUDANDO

O Rio de Janeiro que conhecemos hoje estará bem diferente daqui a quinze anos está sendo implantado um plano de investimentos um novo traçado que cortará nossos destinos, mas a participação da população nestas decisões é mínima, a nossa democracia delega a estas autoridades eleitas muitas responsabilidades e poucos espaços para prestação de contas e para compartilhar as decisões. Mesmo as famílias diretamente afetadas que serão removidas, reassentadas ou indenizadas são informadas e precipitadas num novo destino tragicamente.

O Porto Maravilha será construído e administrado pelo Consórcio Porto Novo, empreiteira OAS, Odebrecht e Carioca, com direito e dever de manutenção dos serviços públicos durante quinze anos, teremos Museu do Amanhã para discutir questões de sustentabilidade da civilização, desenhado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, na praça Mauá, nas aguas da Baía de Guanabara, então deve-se destruir o Viaduto Perimetral e fazer uma via subterrânea para substituí-lo, será um caos no Centro quando demolir este viaduto que liga a zona sul pelo Aterro do Flamengo à ponte Rio-Niterói e à avenida Brasil em direção à zona norte, contornando o Centro da cidade.

Na zona oeste a Transcarioca e a Transoeste estão fazendo suas vítimas com as desapropriações e remoções. As indenizações pagam valores irrisórios aos pobres e não estão indenizando os comércios, os templos religiosos e as associações. Não há diálogo com as comunidades, nem reassentamentos no mesmo local como preconiza a Lei Orgânica.

Mas para possibilitar estes planos de investimentos há um plano aterrorizador nas comunidades, por exemplo: onde são instaladas as UPPs, antes vem o Choque de Ordem, operação repressora da Prefeitura da cidade para expulsar os camelôs e moradores de rua, retirando dos morros depósitos, onde são guardados carrinhos, mercadorias e materiais de trabalho dos barraqueiros das praias e de outros trabalhos informais, como estofadores, borracheiros, mecânicas, bombeiros etc. A Prefeitura faz a limpa impossibilitando o trabalho de diversos informais. Com a diminuição da violência os aluguéis vão aumentando, há o interesse de parte da classe média em morar nestes locais, principalmente na zona sul e com a impossibilidade do trabalho em razão do Choque de Ordem, os pobres são expulsos para a periferia da cidade como deseja o prefeito Eduardo Paes.

O tratamento oferecido aos moradores de rua nos abrigos da prefeitura é degradante. Os planos de remoção das pessoas que estão em área de risco deixam de cumprir os reassentamentos previstos em lei, sempre pressionando para que as pessoas se retirem para o projeto Minha Casa Minha Vida nos confins da cidade: Cosmos, Paciência e outras áreas longe do Centro com infraestrutura precária (escola, posto de saúde, hospital, supermercado e transporte). O plano político é criar um ambiente de consenso quanto a Copa do Mundo e as Olimpíadas e passar o trator por cima de quem quiser discutir, inclusive com uso das forças policiais, mas não vamos cair nesta cilada.

No dia 25 de março vamos estar na Candelária para discutir o direito a cidade, por não ter direito a uma boa escola, a um bom serviço de saúde e aos transporte coletivos, que são caros e de péssima qualidade. Não somos tratados como cidadãos que merecem o respeito, pois a Constituição e as outras leis não têm valor para os pobres.

Queremos indenizações justas e prévias, queremos o reassentamento nos locais onde sempre moramos. O interesse social da propriedade tem que ser respeitado e o direito do camelô exercer sua profissão também. Os demagogos eleitos não podem passar por cima dos direitos sem que o nosso grito ecoe nas praças.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s