Mudança do traçado da Transoeste!? Vitória da luta da Vila União de Curicica!?

SAM_0542

Na manhã do sábado, dia 13 de dezembro, uma comissão do Comitê Popular da Copa e Olimpíadas chegou na Vila União e encontrou os moradores com uma generosa recepção e logo ficamos sabendo que uma comitiva da Prefeitura do Rio de Janeiro, com Marli Peçanha assessora do prefeito Eduardo Paes, Alex Costa subprefeito da Barra- Jacarepaguá, Tiago Mohamed ex-subprefeito  e Pedro Paulo, deputado federal secretário de governo (indicado a suceder o atual prefeito), estivera mais cedo percorrendo o bairro e encontrou com o Robson, quando o Pedro Paulo disse que a Prefeitura mudaria o projeto do BRT Transolímpica, que não removeriam mais as 876 moradias, mas “apenas” 160. Se este anúncio for verdade, tal postura expressaria uma mudança no posicionamento da Prefeitura e uma conquista da comunidade. No entanto, tendo em vista que não existe nenhuma declaração por escrito, esta postura também pode significar mais uma tentativa de desinformar e desmobilizar a luta dos moradores da Vila União de Curicica. Neste contexto, é preciso fortalecer a mobilização social contra as remoções desta comunidade. Além disso, a luta não é apenas pela permanência dos moradores, mas por um projeto de melhorias urbanas que garanta a qualidade de vida para todos e todas que vivem no bairro.

Haverá uma reunião na segunda-feira dia 22 de dezembro, às 18:30 na quadra da Escola de Samba da Vila União, para anunciar a mudança do traçado do BRT Transolimpíca, diminuindo o número de removidos, estarão presentes os moradores e a comitiva da prefeitura descrita acima.SAM_0496

Lembramos que foi dito que era impossível modificar o projeto, inclusive por defensores públicos e que o prefeito Eduardo Paes havia combinado que não haveria remoção na Vila Autódromo, mas continua pressionando para a saída dos moradores, piorando as condições de vida da comunidade, com demolições, falta de serviços públicos, destruição dos encanamentos com passagem de pesados caminhões de obras, derrubada de árvores etc. Infelizmente não podemos acreditar na palavra dessas autoridades, pois essa prefeitura disse que faria a urbanização com o Morar Carioca na Vila União e depois desistiu, destruiu as pontes de acesso sobre rio de várias moradias, além disso deixa o mato crescer, não recolhe o lixo, nem os entulhos nas margens dos rio, criando um ambiente insalubre como forma de pressionar pela remoção.

Após o lanche na lage do bar Divino fizemos uma reunião em que explicamos os objetivos da missão e sobre os casos recorrentes de violações de direitos humanos na relação do Município com as comunidades, como a falta de informações, a falta de participação nas decisões, a não realização de audiências públicas, nem estudos de impacto de vizinhança e de impacto ambiental, propostas irrisórias de indenização, prazos curtos para saída da residência quando feito um acordo ou por decisão judicial, ameaças de funcionários, de autoridades ou de grupos de milícia, dentre outras formas de violência que compromete a segurança e a saúde física e emocional dos moradores. Então nos apresentamos, ouvimos a apresentação dos moradores e de outros apoiadores.

Visitamos inicialmente a vila rosa que tem treze residências, colhemos o depoimento de uma senhora, a Dona Rita de 76 anos, que nos mostrou vários documentos, também conversamos com o sr. Joelson, 30 anos de comunidade, que nos mostrou sua casa que tem 160m² e que a Prefeitura ofereceu R$ 90.000,00 reais, de indenização, sendo que a servidora do município Marli Peçanha teria dito que a o apartamento do MCMV oferecido na Colônia Juliano Moreira teria o valor de R$ 370.000,00 reais. Estivemos também na casa do Daniel que trabalha com produção e venda de roupas, mas a Prefeitura não considera o valor dos locais de trabalho, nem quando a moradia também é utilizada para o trabalho, criando uma grave dificuldade para a sobrevivência dessas pessoas.

Há uma grande ameaça de prejuízo para os moradores que estão na comunidade por vários anos, que fizeram investimentos durante toda uma vida e que construíram a moradia dos filhos, como o Sr. Zé Paulo, um dos primeiros a construir uma casa de alvenaria na comunidade há mais de trinta anos, hoje tem uma casa de 90m² e a da filha que mora em cima, com uma oficina e com quintal para os netos brincarem, estão vivendo o risco de perderem tudo pela remoção. O senhor Sebastião pedreiro aposentado, também morador desde o início da ocupação, em torno de trinta anos, construiu a sua casa e de dois filhos. A vida em Curicica atualmente é boa dizem esses moradores, tem transporte para o trabalho, tem mercado, escola, posto de saúde, a família mora junto, tem a infraestrutura que precisam, mas os pequenos apartamentos de 37m² oferecidos pela Prefeitura na Colônia Juliano Moreira, não tem as mínimas condições.

A história de nossa cidade não pode repetir a violência que é o não reconhecimento da posse antiga e pacífica, que foi a forma encontrada pelos trabalhadores organizarem suas vidas frente aos baixos salários e a falta de política habitacional e de urbanização para acolher a migração interna e a expansão da cidade.

O Comitê Popular da Copa e Olimpíadas vai preparar um relatório sobre os acontecimentos de violações do direito à moradia e do direito à cidade na Vila União de Curicica e estaremos acompanhando as negociações, para dar publicidade aos atos da administração pública. Temos laços de amizade e de solidariedade com os moradores da Vila União, aos quais apoiaremos nessa luta contra a remoção. Acreditamos que a união e a luta dos moradores pelo direito à moradia, ao trabalho e à cidade deve garantir a vitória sobre a especulação imobiliária e outros interesses que impedem a modificação do projeto da Transolímpica, queremos um novo traçado,para manter o maior número de moradias e o fim das remoções.

SAM_0526

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s